A publicação “O modelo de governança de IA do futuro”, produzida pela KPMG International, faz uma análise do cenário regulatório atual e traz recomendações para a criação de políticas de governança e supervisão para a inteligência artificial, a fim de impulsionar a confiança na tecnologia.

O estudo mostra que iniciativas recentes de políticas sobre governança de dados e IA sinalizam o fim da autorregulamentação, e indicam o surgimento de uma nova supervisão em jurisdições de todo o mundo.

À medida que o ambiente regulatório continua evoluindo rapidamente, as principais organizações estão abordando a ética e a governança de IA de uma maneira proativa, em vez de esperar que os requisitos sejam impostos a elas, de acordo com o relatório.

A pandemia de covid-19 e a explosão da IA

Em 2020, a inteligência artificial foi implementada para ajudar as organizações a prever melhor os impactos da covid-19 em diversos setores da indústria, a fim de responder à crise com mais resiliência. Essa ascensão se deu com o uso de IA nas áreas de saúde, educação, aplicação da lei, serviços financeiros, entre outros.

De acordo com o estudo, a expansão do uso de IA destacou tanto os benefícios quanto os riscos potenciais da inteligência artificial, sobretudo no que se refere à confiança na tecnologia.

Os quatro pilares de confiança para a IA

A publicação mostra ainda que a confiança é fundamental para que as soluções de inteligência artificial sejam transformadoras. Dessa forma, a credibilidade teria como base quatro pilares principais: integridade, explicabilidade, equidade e resiliência. As quatro diretrizes ajudam as organizações a garantir a governança adequada dos algoritmos.

  • Integridade: integridade do algoritmo e validade dos dados, incluindo linhagem e adequação de como os dados são usados.
  • Explicabilidade: transparência por meio do entendimento do processo de tomada de decisão algorítmica em termos de negócios simples.
  • Equidade: asseguração para que os sistemas de IA sejam éticos, isentos de preconceitos e que os atributos protegidos não sejam usados.
  • Resiliência: robustez técnica e cumprimento da IA e sua agilidade.

Acesse o estudo “O modelo de governança de IA do futuro” na íntegra e confira todos os insights do relatório sobre confiança e inteligência artificial.  

O modelo de governança de IA do futuro

Download PDF
(PDF 3.3MB)


conecte-se conosco